Oferta de portes em encomendas superiores a 50€, para Portugal Continental

Solução de problemas para pontos em falso

Do ponto de vista técnico, ocasionalmente vemos equívocos quando a máquina não costura corretamente e declarações como “a máquina não agarra a linha”, “a sincronização está errada”, etc. Pode ser verdade, mas também pode estar longe de ser um problema da máquina. Lembre-se que máquinas de qualidade são projetadas para manter a sincronia e o equilíbrio, ter um problema de sincronia/tempo é um caso raro.

A agulha da máquina de costura

A agulha é uma das partes mais importantes de um processo de costura adequado, a seleção de agulha errada em relação à linha, tecido e aplicações pode causar grandes de problemas na tarefa da costura.
Vejamos as diferentes partes da agulha, as agulhas domésticas têm uma parte plana na haste que posiciona a agulha na proximidade correta do gancho. O prendedor de agulha BERNINA é projetado de forma que a agulha não possa ser inserida incorretamente. O eixo da agulha determina o tamanho desta.
O tamanho métrico da agulha (ou seja, 120) possui uma correlação direta com a espessura do eixo. Para determinar a espessura da agulha- pegue uma agulha de tamanho 120, por exemplo- mova a vírgula para a esquerda dois décimos; 120=1.2mm ou agulha de tamanho 80= 0,8mm. Na frente da agulha existe uma longa ranhura que permite que a linha flua livremente.
A aba da agulha fica na parte de trás, virada para a ponta da agulha, permitindo que a ponta desta entre mais profundamente na laçada que se forma na parte de trás da agulha. Logo abaixo dessa aba há uma pequena ranhura que favorece a formação do laço. O orifício da agulha entrega a linha superior na área da lançadeira. A ponta da agulha perfura o tecido.
Vamos abordar algumas razões técnicas pelas quais pode haver problemas de saltar pontos, desgaste da linha ou partir a linha, podem ocorrer fora de desalinhamentos mecânicos.
Para entender melhor o que acontece sob a chapa da agulha precisamos conhecer também a formação básica da laçada, que se aplica a todas as máquinas de costuras.
Do ponto de vista técnico, há 3 afinações mecânicas que precisam ser corrigidas para eliminar os problemas listados anteriormente:
  1. A elevação da laçada é a quantidade de movimento ascendente para a linha superior formar um laço atrás da agulha e para a ponta da lançadeira entrar nesse laço, de modo a levá-lo à volta da bobine.
  2. A altura da agulha é a distância entre as partes inferiores da ponta da lançadeira em relação à borda superior do orifício da agulha, esta relação é importante para que a ponta da lançadeira agarre o laço da agulha em qualquer posição, seja à esquerda ou à direita da agulha.
A folga do gancho/agulha, distância entre a agulha e o gancho, existe para que a ponta do gancho agarre o laço e para proteger o gancho/agulha de entrar em contacto um com o outro, mantendo uma distância muito curta.
Para entender melhor como a linha superior se conecta à linha inferior, precisamos observar como é formada a laçada.

Formação da laçada

A agulha devidamente enfiada penetra no tecido, uma vez que esta atinge o ponto mais baixo e inicia o seu movimento ascendente, um laço é formado na parte de trás da agulha. O laço é causado devido ao desenho da agulha. Na parte de trás da agulha, voltada para a ponta da lançadeira, a linha da agulha fica presa entre esta e o tecido. Na frente da agulha, a linha pode mover-se livremente dentro da longa ranhura desta.

Formação da laçada

Depois de formado o laço na parte de trás da agulha, como é que a linha superior e a linha inferior se ligam?

Estado inicial, neste caso a linha de cima é azul e a linha da bobine é vermelha. As linhas de cima e de baixo juntam-se aproximadamente no centro do tecido.
A linha superior vai sendo levada para baixo juntamente com a agulha e após atingir a posição mais baixa a agulha desloca-se para cima, formando uma pequena laçada na parte de trás desta.
Uma vez que o laço é suficiente, a maneira como as máquinas cronometraram a ponta da lançadeira (qualquer sistema de lançadeira rotativa, drop in, oscilação, etc.), entrará na linha da agulha e guiará a linha superior ao redor da caixa de bobine.
Uma vez que a lançadeira guie a linha de acima ao redor de metade da caixa de bobine, a alavanca tensora começa a puxar a linha superior.
A alavanca tensora acelera a linha superior, à medida que esta é enrolada à volta da caixa de bobine.
A linha de cima é puxada contra a parte inferior do tecido. Em seguida, o arrastador aperta o ponto recém-formado na parte de baixo e no tecido. Este processo deve acontecer em cada ponto, independentemente da máquina estar a fazer 500 ou 5.000 pontos por minuto.
 
Exceções quando as linhas superiores e inferiores não se conectam (saltar pontos/partir a linha)
O que faz com que o ponto não se forme ou que não seja apanhado?
Basicamente, existem 2 motivos:
  1. Não há laço na parte de trás da agulha para a ponta da lançadeira pegar (motivo mais provável)
  2. O gancho e a agulha não estão sincronizados para que a ponta da lançadeira apanhe o laço (motivo menos provável)
Exemplo de um ponto em falso
 
Vejamos o motivo de não ter um laço de um bom tamanho na parte de trás da agulha.
  • A máquina não está corretamente enfiada
  • Basta reenfiar a linha superior e inferior da máquina de acordo com o manual.

Tamanho errado da agulha em relação à espessura da linha

  • Se a relação agulha-linha estiver errada, isso irá afetar diretamente o tamanho do laço da parte de trás da agulha.
    • Uma agulha pequena em combinação com uma linha mais grossa, gera uma laçada na parte da frente e na de trás da agulha, com tendência de a laçada grande da frente virar para trás assim, a agulha entra na parte da frente e na de trás da laçada. O que causa uma maior quebra da linha.
A combinação de uma agulha grande com uma linha fina gera um laço muito pequeno, possivelmente não grande o suficiente para a ponta da lançadeira apanhar.
  • Solução: Antiga regra de ouro para verificar o tamanho correto da agulha VS o tamanho da linha, enfie a agulha com a linha que deseja usar e deixe a agulha pendurada na linha, alinhando a linha num ângulo de 45 graus, a agulha deve deslizar no seu próprio peso.
Pesquise os gráficos de linha/agulha que estão disponíveis na internet.

Agulha torta

Embora haja um laço na parte de trás da agulha, devido a uma agulha torta, o laço pode ser desviado da ponta do gancho. Além disso, uma agulha torta causa problemas no tecido bem como o desalinhamento em padrões multidirecionais.
Solução: Regra geral, sempre use uma agulha nova ao iniciar um novo projeto de costura. Troque a agulha a cada 8 horas de costura, durante o projeto.

Tamanho errado de agulha em relação ao tecido

Solução: Consulte a embalagem da agulha para saber o tecido sugerido para a agulha. Algumas agulhas BERNINA possuem um Consultor Criativo diretamente na máquina, que é um guia para selecionar a agulha adequada para o tecido.

Agulhas inseridas incorretamente

Uma agulha que não é empurrada totalmente para cima contra o batente superior, causa pontos em falso, desgaste da linha e quebra da linha na penetração da agulha na extrema-esquerda ou direita.
Solução: A agulha deve ser totalmente empurrada para cima e presa pelo parafuso que prende a agulha.

Tecido levantar com a agulha

A flacidez do tecido, especialmente tecidos leves e elásticos, pode causar um distúrbio no laço da agulha. Uma chapa de agulha padrão com um orifício de ponto grande, pode não ser capaz de suportar um tecido leve. Se for usado um calcador errado, assim como um calcador para aplique, a sinalização não pode ser evitada.
 
Solução:
  • Use a agulha apropriada para o tecido (geralmente menor, use uma agulha revestida para reduzir o atrito entre a agulha e o tecido). Se possível, use uma chapa de agulha com uma abertura menor, ou seja, uma chapa de agulha de ponto reto, se a tarefa o permitir.
  • Use um calcador padrão ou até mesmo um calcador de ponto reto.
  • Dê mais estabilidade ao tecido ao usar entretela que sai com água
  • Ajuste a pressão do calcador para segurar o tecido suficientemente bem
 
Em resumo, as máquinas de costura de qualidade são projetadas para permanecer sincronizadas e equilibradas, apenas em casos raros vemos que máquinas não estão sincronizadas. Se a máquina saltar pontos, desfiar ou quebrar a linha, tiver uma má tensão, etc., lembre-se que 80% das vezes, os problemas não são causados pela máquina. A maioria dos problemas de costura e bordado podem ser resolvidos simplesmente considerando os 3 pontos: enfiamento TNT, agulha e tensões.

Partilhar

Para Si
Entre na lista de espera. Vamos informá-lo quando este produto voltar a ter stock disponível. Deixe a sua morada de email.